sexta-feira, 12 de março de 2010

Rokudaime Yamaguchi-gumi

Para a princesa Aiko e a princesa anônima do formspring.

Akemi, Manami, Setsuko, Takara eram todas umas putas. Sempre foram. Desde que seus rostos eram redondinhos e seu riso vinha fácil mostrar os dentes de leite., as canelinhas finas nas meias felpudas. Umas putas para o gosto dos piores pedófilos. Literalmente agora. Deixe-me falar uma coisa sobre garotas bonitinhas de alta sociedade: quando o pai delas cai em desgraça e estado confisca todos os bens da família, a mãe enfia um punhal entre os peitos e os irmãos se metem com cocaína, sobram poucas opções. Considerando que esta é a nação dos pedófilos, reprimidos mepervertidos, é um ótimo negócio virar puta. Melhor negócio ainda é agenciá-las, porque você não se suja. Agenciar prostitutas não é negócio para mulheres nessas ilhas. Ryuu é o dono delas. Aiko é dona de Ryuu. Eu sou Aiko. Aiko um dia foi princesa. Ryuu um dia não foi porra nenhuma. Ryuu caído exausto na cama queen size, a respiração pesada e barulhenta, os membros esticados. Aiko sorri. Ryuu é uma estrela. Aiko tem raiva - e isso você já percebeu - mas não culpa apenas as garotas, porque é pelos garotos que elas fazem tudo. É pelos garotos que elas debocham, é pelos garotos que elas levantam a saia da gente no corredor, dizem coisas tristes sobre o útero de nossas mães e puxam nosso cabelo. Para que elas pareçam dignas em comparação à nossa desgraça. É que dos meninos é mais difícil guardar os nomes. São desimportantes. Mais desimportantes ainda, agora que são corpos. Corpos cujos olhos se liquefazem lentamente e as pontas dos dedos ficam verdes e o céu da boca vira moradouro de vermes... Bem, esse tipo de coisa não tem nome e nem se impressiona com muita coisa. Quando Aiko se casou com Ryuu obviamente ela perdeu o título de princesa. Aiko nasceu sabendo que jamais chegaria a ser rainha. Talvez por isso fosse tão atraente puxar minhas tranças e me fazer chorar. É algo de grande porte - e relativamente simples - humilhar uma princesa destinada a decair. Crianças de 5 anos sabem de muita coisa sobre o mundo. Aiko não tem uma coroa. Os jornais, como as meninas, são maldosos e dizem que Aiko perdeu a cabeça quando perdeu a majestade. Aiko discorda. Aiko monta nas costas de Ryuu. Quando um líder de ninkyō dantai morre e não há ninguém para substituí-lo, a esposa assume o comando. Olá, Akemi, Manami, Setsuko, Takara! Meu nome é Aiko. Eu sou a dona de vocês agora.


7 comentários:

Tangerina disse...

Ai, ai, o bullying...
Isso é um saco, viu.

O texto ficou ótimo. Sério, muito foda. E a imagem é uma das mais bonitas que eu já vi.

Jey disse...

Yakuza é uma graça, né.

texto, foda, may. adorei.

Julia disse...

Bianca Caroline disse...

foda. muita informação para poucos caracteres, mas deve ser exatamente por isso que ficou um tanto confuso e principalmente foda! :D

r. disse...

como boa princesa anonima que sou, ou nem tão boa, agora que acabei com o anonimato e o clima de misterio. SHIT! o texto ficou muito bom, mesmo, e a imagem encaixou perfeitamente, obg de novo, e agora sem anonimato. (:

.cah. disse...

Não consigo ler esse texto sem sentir uma certa melancolia e/ou compaixão, por ela e pelo que ela acaba fazendo para se tornar dona das outras. É meio trágico, né? Muito bonito, na maneira que tu coloca, mas ainda assim trágico. Gostei bastante.

Leti disse...

Amei demais esse texto ♥ (principalmente porque eu me identifiquei com o que você escreveu sobre os sentimentos da pessoa que sofre bullying. É aquela coisa "pois é, eu SEI do que ela está falando!", sabe?)

E essa imagem é linda demais! Se minhas unhas fossem metade desse tamanho, eu estaria feliz...

 
template by suckmylolly.com